Notícias

AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO

Milhões de australianos ficarão felizes dentro de algumas semanas depois que a Fair Work Commission aumentar o salário mínimo em 3%. Isso significa que cerca de 2,2 milhões de trabalhadores australianos ganharão mais AUD 21.60 por semana – ou AUD 1090 por ano – a partir de 1º de julho.

A decisão, anunciada nesta manhã, vai elevar o salário mínimo para AUD 740.80 por semana ou AUD 19.49 por hora. Está abaixo do aumento de 3,5% do ano passado, devido às condições econômicas atuais.

Mas nem todos estão impressionados com o anúncio. Poucos momentos após a decisão ser revelada, a Aussies foram pro Twitter reclamar que o aumento salarial “desprezível” não seria suficiente para aliviar as pressões de custo de vida.

Os sindicatos australianos pressionaram por um aumento de seis por cento, o que equivaleria a um aumento extra de AUD 43 por semana, enquanto os grupos empresariais queriam um aumento menor de até 2 por cento, ou AUD 14.40 por semana.

Antes de a decisão ser anunciada, o Conselho Australiano de Sindicatos (ACTU) pediu à Fair Work Commission para apoiar um salário mais justo para os trabalhadores, twittando que: “Nenhum trabalhador em tempo integral deve receber um salário que os deixe na pobreza. É hora de um salário digno.”

Em uma declaração após o anúncio, o secretário-assistente da ACTU, Liam O’Brien, disse que o aumento foi uma vitória para os trabalhadores, mas que ainda há mais a ser feito.

“Este é um aumento salarial bem-vindo para milhões de trabalhadores mal pagos, especialmente em face de novos cortes na taxa de penalidade em algumas semanas”, disse ele.

“Temos um longo caminho a percorrer para garantir que o salário mínimo seja suficiente para que os trabalhadores possam viver e sustentar suas famílias.

“Ninguém na Austrália deveria estar vivendo na pobreza enquanto trabalhava em período integral, mas sabemos que milhares de pessoas estão enfrentando essa realidade.

“O movimento sindical continua a ganhar grandes aumentos no salário mínimo, apesar da oposição do governo de Morrison e seus grandes lobistas e suas tentativas de suprimir os salários”.

Enquanto isso, o crescimento salarial do país estagnou em níveis historicamente baixos, com o mais recente Índice de Preços Salariais da Agência Australiana de Estatísticas revelando que o país experimentou um crescimento salarial anual de 2,3% por três trimestres consecutivos.

O presidente da Fair Work Commission, Iain Ross, disse que o aumento do salário mínimo deste ano foi menor do que no ano passado, devido às recentes quedas no crescimento do produto interno bruto e da inflação.

“Estamos satisfeitos que o nível de aumento que decidimos não leve a nenhum resultado inflacionário adverso e nem terá um impacto negativo mensurável no emprego”, disse Ross.

“No entanto, tal aumento significará uma melhoria nos salários reais para aqueles funcionários que dependem do salário mínimo nacional e do salário mínimo moderno e uma melhoria em seus padrões de vida.

“As circunstâncias econômicas predominantes proporcionam uma oportunidade para melhorar os padrões de vida relativos dos menos bem pagos e para capacitá-los a melhor atender suas necessidades, concedendo um aumento real do salário mínimo nacional e do salário mínimo moderno.”

No entanto, ele disse que havia boas notícias quando se tratava da economia australiana, com o mercado de trabalho funcionando bem.

“Embora as condições dos negócios tenham declinado dos altos níveis registrados no primeiro semestre de 2018, elas permanecem consistentes com o crescimento da tendência na economia e o mercado de trabalho tem apresentado forte desempenho”, disse ele, acrescentando que tivemos níveis recordes de australianos em idade de trabalhar em empregos.

No momento, o salário mínimo nacional da Austrália é de AUD 719.20 por semana – e no início deste ano, o governador do Reserve Bank, Philip Lowe, apoiou um aumento de 3,5%, alegando que os salários estagnados afetaram os gastos.

“Muitas pessoas pegaram emprestados supondo que suas rendas crescessem à taxa antiga e não o fizeram”, disse ele na época.

“Eles estão tendo mais dificuldades, eles têm menos dinheiro livre e não podem gastar, então é por isso que eu coloco tanta ênfase na necessidade de uma recuperação do crescimento salarial”.

Durante o anúncio de hoje, o juiz Ross apontou que ainda havia mais trabalhadoras do sexo feminino no salário mínimo do que os homens.

“Um aumento no salário mínimo do NMW e do prêmio moderno ajudará a reduzir as disparidades salariais entre homens e mulheres”, disse ele.

O economista-chefe da Ernst & Young, Jo Masters, saudou o aumento, alegando que ofereceria um “aumento real do salário” – e melhoraria os padrões de vida dos australianos trabalhadores.

“A decisão da Fair Work Commission é menor do que a submissão de 6% da ACTU, mas superior aos 2% propostos pelas empresas. O aumento do salário mínimo impacta diretamente em torno de 20% da força de trabalho, com mais 20% impactando por meio de acordos baseados no “salário mínimo mais”, disse Ms Masters.

“Com o Banco da Reserva da Austrália também comentando sobre o esperado aumento da renda proveniente das estratégias tributárias, será importante que o novo governo aprove a legislação necessária assim que o parlamento retomar.

“O crescimento econômico está claramente moderando e uma desaceleração no consumo é uma grande parte disso. Uma questão chave agora é se qualquer crescimento de renda, da política tributária, do aumento do salário mínimo ou de outra forma, é gasto ou economizado, tendo em mente que a dívida das famílias está fechando em 200% da renda disponível. Diante disso, os dados sobre o consumidor durante o terceiro e quarto trimestres serão críticos ”.

Fonte: News.com.au

Show More

Priscila

Fundadora e CEO do Oi Austrália. Realizou o sonho de morar fora do Brasil em 2014 , quando veio para Austrália. Adora se comunicar e ficar ligada em tudo que acontece. Essa curitibana é mãe do Benjamin e apaixonada por desafios e gastronomia.

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Skip to toolbar